Casais Harmoniosos: 3 hábitos para nos conectarmos

amores conscientes conexao profunda
ok (Custom)
ESTE BLOG MUDOU DE NOME E FORMATO. AGORA SE CHAMA EMPOWERING ANGLE  SÓ ESTÁ SENDO ATUALIZADO EM SEU NOVO ENDEREÇO (CLIQUE AQUI https://pt.empoweringangle.com/) ESPERAMOS VOCÊ.

Agora que entendemos a importância da harmonia entre pais e filhos podemos nos conectarmos, de maneira mais assertiva, com o que é necessário para harmonizar nossa vida a dois.

É importante partir do princípio de responsabilidade. Entramos em um relacionamento porque assim decidimos, o outro é e está presente para ensinar-nos através do amor o que ainda não temos reconhecido em nós (crenças, necessidades, emoções) e que precisamos empoderar e ressignificar para nos conectarmos com nossa paz interior.

Tendo claros os pontos apresentados, podemos conhecer pequenos hábitos que nos permitem aprender, de uma maneira mais tranquila, através de nossos relacionamentos, se já estamos neles.

  1. Dar e receber: o primeiro ponto é identificar o que esperamos da outra pessoa e o que estamos dispostos a dar. Se esperamos fidelidade mas exigimos o direito de ser infiéis há algo que necessitamos trabalhar dentro de nós, seja permitendo a transparência para que o que aconteça seja parte de um acordo ou encontrando motivos para nos conectarmos com a fidelidade com nós mesmos, empoderando as crenças limitantes que temos com respeito à fidelidade.
  2. Comunicação: para manter um relacionamento saudável é muito importante saber o que queremos e sentir a liberdade para expresá-lo de maneira assertiva. Lembremos que o outro nos ajuda a nos conhecermos melhor, portanto a abordagem sempre deve ser desde o ponto de vista pessoal que é nossa própria percepção. Compartilhar, conhecer e respeitar os limites do outro é a chave para construir uma base sólida de respeito.
  3. Liberdade: um dos pontos mais importantes nas mudanças de paradigmas nos relacionamentos é a liberdade de sermos nós mesmos. Permitamos a expressão do outro tal como é, conectemos com nós mesmos e tenhamos a oportunidade de poder decidir, com a maior tranquilidade, que podemos percorrer outros caminhos. Isto é possível quando aprendemos a nos amarmos como somos e assim permitimos que entrem em nossa vida pessoas que ressoam com esse amor interior e que se projetam de uma maneira mais alinhada com nosso propósito de vida.

Amor é dar, receber, comunicar, respeitar e ser livres para decidir ser e estar. Evitemos usar títulos para cortar asas, usémos eles para potenciar nossa intenção de nos unirmos a alguém com o propósito de construirmos juntos, honremos nosso sentimento, nosso pensamento, nossa palavra e nossa ação com nosso amor.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s